18.7 C
Blumenau, BR
quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Iran Silveira

50POSTS 0Comentários

Irânicas – zebras, juízes e cambistas são estrelas da Copa

Mais uma edição da coluna que é antídoto contra o radicalismo e fortificante da responsabilidade e do respeito, sem perder o humor - impoliticamente correto

Irânicas – mitos e verdades sobre a Copa e a vaia...

Manifestações, vaias, greves, paralisações, o Fred. Com tantos problemas neste país, não sei como alguém pode querer ser presidente

Irânicas: o que Kaká e Carol têm a ver com LHS...

Quando uma força interior é mais forte que nós, acontece o amor eterno, que une e separa casais com a velocidade que um político entra e sai de partido - ou de coligação

Irânicas – (Barbosa) perdendo a cabeça

Este país às vezes nos faz perder a cabeça. Quando o (único?) representante da ética e da moral em Brasília resolve deixar o cargo, é hora de refletir ou de temer?

Elza Pacheco: por uma educação crítica e atuante

No ano em que completa trinta anos, a Escola Elza Pacheco desenvolve projetos com o intuito de levar a educação para além dos limites do ensino tradicional

Estudante da Furb é linchado por três homens

O acadêmico de Direito da Furb foi espancado sem nenhum motivo por três homens que portavam armas brancas

Irânicas – uma seleção bem brasileira

O Ministério da Saúde adverte: esperar que o Brasil melhore pode levar à ansiedade, stress e mau humor. A cura está nesta coluna.

Irânicas – muita calma nessa hora Sr. Daniel Alves

Proselitismo político, racismo, programas de calouros, arte, urbanização: o pior e o melhor da semana na cidade e no país

Irânicas Marco Civil edition – por que Ella não veio?

Enquanto o Marco Civil não está valendo, investigamos por que a repórter britânica não veio a Blumenau

Irânicas – revendo a História

Os tempos mudam, o olhar sobre eles também. Já está na hora de atualizar os livros de História do Brasil, e esta coluna dá uma ajudinha.

Irânicas Especial – prestando serviço

Já que a moda do jornalismo blumenauense é prestar serviço à comunidade, esta coluna entrou na onda e foi ajudar a prefeitura.

Irânicas – marketing maluco

Uma empresa é como um filho: tem que receber um nome decente. Assim como é decente uma mulher não punir seu ex com uma mutilação.