quinta-feira, 25 de julho de 2024
14.9 C
Blumenau

Linha de transmissão por 12 municípios catarinenses tem licença aprovada

O Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA) emitiu a Licença Ambiental de Operação (LAO) para o empreendimento de Linha de Transmissão 525/230 kV Rio do Sul – Indaial – Gaspar II e subestações associadas.

O projeto inclui a expansão das Subestações Rio do Sul e Gaspar, bem como, a implantação da Subestação de Indaial sendo parte de um lote arrematado pela Neoenergia. As instalações totalizam um investimento de cerca de R$ 541 milhões.

Com aproximadamente 132 km de extensão a linha de transmissão atravessa 12 municípios do estado de Santa Catarina, incluindo Apiúna; Ascurra; Ibirama; Lontras; Rio do Sul; Blumenau; Gaspar; Indaial; Pomerode; Rodeio; Timbó e Luiz Alves. O objetivo do empreendimento é aprimorar a disponibilidade de energia e a confiabilidade do Sistema Interligado Nacional (SIN) na região nordeste de Santa Catarina.

A integração da nova Subestação Indaial com as novas linhas de transmissão Gaspar 2 – Indaial e Indaial – Rio do Sul proporcionará um novo fechamento em anel em 230 kV para a Subestação Rio do Sul, aumentando sua confiabilidade e aproximando eletricamente as subestações do Vale do Itajaí das subestações do Planalto de Santa Catarina.

Linha de transmissão da Celesc - foto de Guilherme Heidtmann Pinto)
Linha de transmissão da Celesc – foto de Guilherme Heidtmann Pinto)

As principais obras do projeto incluem a construção de linhas de transmissão de 230 kV, como a LT 230 kV Rio do Sul – Indaial – C1 e C2 (CD) com 131 torres, e a LT 230 kV Indaial – Gaspar II – C1 e C2 (CD), com 142 torres. Além disso, o projeto contempla a instalação das Subestações Indaial, Gaspar II e Rio do Sul, com melhorias e ampliações nas subestações existentes.

“Com a Licença Ambiental de Operação o empreendedor está se preparando para dar início aos testes e comissionamento do projeto. Essa fase é fundamental para garantir que todas as instalações estejam funcionando de acordo com as especificações e requisitos ambientais, técnicos e de segurança”, explica a presidente do IMA, Sheila Meirelles.

Redação
Redação
Acompanhe nosso trabalho diariamente.
+ notícias

Últimas notícias

- publicidade -

Mais lidas