Coluna da Vitória vai homenagear Força Expedicionária Brasileira

No dia 8 de maio é declarado O DIA DA VITÓRIA dos aliados contra o nazi-fascismo na Europa. Há 76 anos, a fundamental participação da Força Expedicionária Brasileira (FEB) encerrou o maior conflito da história, a II Guerra Mundial. Para lembrar a data, um evento reunirá uma coluna de veículos antigos no Vale do Itajaí.

Pelos 76 anos do DIA DA VITÓRIA será realizado em 8 de maio a COLUNA DA VITÓRIA, que reúne veículos de colecionadores, como jipes, caminhões, caminhonetes e motocicletas utilizadas durante na Segunda Guerra Mundial (1939–1945) pela Força Expedicionária Brasileira, integrada ao 5º Exército Americano.

COLUNA DA VITÓRIA - Veículos desfilarão no dia 08 de maio pelas ruas de Blumenau, Pomerode, Rio dos Cedros, Benedito Novo, Timbó e Indaial
COLUNA DA VITÓRIA – Veículos desfilarão no dia 08 de maio pelas ruas de Blumenau, Pomerode, Rio dos Cedros, Benedito Novo, Timbó e Indaial

As viaturas reúnem-se no 23º 23º Batalhão de Infantaria, em Blumenau, para depois se descolarem, juntas, em comboio direto para a PRAÇA MASCARENHAS DE MORAES, a da Fonte Luminosa, onde haverá solenidade no Monumento aos Expedicionários e no Busto que homenageia o Comandante da Força Expedicionária Brasileira, MARECHAL MASCARENHAS DE MORAES.

A viagem terá paradas nas praças que homenageiam os Heróis Expedicionários em Blumenau, Pomerode, Rio dos Cedros e Indaial, com exceção da Praça do Expedicionário, em Timbó, que passa por reformas. Haverá homenagem ao expedicionário Sr. WALTER PAGANELLI em Benedito Novo.

Na primavera européia de 1945, o Marechal britânico Harald Alexander dirigiu o general Mark W. Clark enquanto as forças aliadas lançavam suas ofensivas finais no teatro de operações na Itália. No final de abril de 1945, as forças do eixo na Itália foram destruídas pelas Forças Aliadas. A FEB – Força Expedicionária Brasileira era integrada ao 5º Corpo do Exército norte-americano, sob o comando do general Willis D. Crittenberger, este por sua vez adscrito ao V Exército dos Estados Unidos, comandado pelo general Mark W. Clark.

MONUMENTO AOS MORTOS DA SEGUNDA GUERRA MUNDIAL – Estabelecido no Rio de janeiro, presta justa homenagem à memória dos 467 soldados brasileiros mortos em combate durante a Segunda Guerra Mundial, na Itália. Em 1960, seus restos mortais foram transladados da Itália para o Brasil. O Monumento idealizado pelo Marechal Mascarenhas de Moraes foi projetado pelos arquitetos, o blumenauense Marcos Konder Netto e Hélio Ribas Marinho, vencedores de um concurso nacional para o efeito. Foto: Exército Brasileiro.
MONUMENTO AOS MORTOS DA SEGUNDA GUERRA MUNDIAL – Estabelecido no Rio de janeiro, presta justa homenagem à memória dos 467 soldados brasileiros mortos em combate durante a Segunda Guerra Mundial, na Itália. Em 1960, seus restos mortais foram transladados da Itália para o Brasil. O Monumento idealizado pelo Marechal Mascarenhas de Moraes foi projetado pelos arquitetos, o blumenauense Marcos Konder Netto e Hélio Ribas Marinho, vencedores de um concurso nacional para o efeito. Foto: Exército Brasileiro.

A homenagem no dia 8 de maio celebrará a vitória aliada, rememorando os feitos dos nossos bravos expedicionários do Vale do Itajaí, que combateram e venceram na Itália.

ESTADO DE GUERRA - Em agosto de 1942 foi realizado no campo do Olímpico em Blumenau uma grande manifestação a favor do Brasil entrar na guerra. O Exército Brasileiro organiza a Força Expedicionária Brasileira (FEB) e o primeiro contingente de soldados brasileiros desembarcam na Itália em 02 julho de 1944. Do Vale do Itajaí, 538 homens cerram fileiras na F.E.B. Foto: Revista O Vale do Itajaí – edição n◦ 04. 02/set/1950
ESTADO DE GUERRA – Em agosto de 1942 foi realizado no campo do Olímpico em Blumenau uma grande manifestação a favor do Brasil entrar na guerra. O Exército Brasileiro organiza a Força Expedicionária Brasileira (FEB) e o primeiro contingente de soldados brasileiros desembarcam na Itália em 02 julho de 1944. Do Vale do Itajaí, 538 homens cerram fileiras na F.E.B. Foto: Revista O Vale do Itajaí – edição n◦ 04. 02/set/1950

A passagem da COLUNA DA VITÓRIA pelos municípios do médio Vale do Itajaí completa a homenagem aos bravos guerreiros, verdadeiros heróis do Brasil, os nossos Expedicionários. Há 76 anos, muitos de origem açoriana, ítalos e teuto-brasileiros do Vale do Itajaí eram apenas jovens que, com bravura, combateram em nome da liberdade e da democracia e escreveram seu nome na história.

Aos Heróis Expedicionários, nossa eterna gratidão.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome