Acusado de matar Bernardete Libardo vai a júri popular

A comarca de Blumenau retoma nesta quinta-feira (20)* a pauta de julgamentos em sessões do Tribunal do Júri com o caso de feminicídio de Bernardete Libardo. O crime aconteceu em outubro de 2019, no bairro Nova Esperança.

De acordo com a denúncia do Ministério Público, o ex-marido teria desferido diversos golpes no pescoço, tórax, ombro e mão da vítima. Ainda de acordo com a denúncia, ele tinha um sentimento de posse sobre a vítima e não aceitava o fim do relacionamento, que durou aproximadamente quatro meses.

O homem responderá pelo crime de homicídio qualificado, por motivo torpe, uso de recurso que impediu a defesa da vítima e feminicídio. ​A sessão do Tribunal do Júri, presidida pela juíza substituta Jéssica Évelyn Campos Figueredo Neves.

Bernardete Libardo, assassinada na noite desta quarta-feira em Blumenau
Bernardete Libardo, assassinada na noite desta quarta-feira em Blumenau

Somente as partes, o advogado de defesa, os membros do Ministério Público, as testemunhas, os jurados e os servidores e auxiliares do juízo indispensáveis à realização do ato estarão presentes na sessão. Para acesso às unidades judiciais e administrativas do PJSC, inclusive dos magistrados e servidores, será necessário comprovante de vacinação contra a Covid-19 ou, para pessoas não vacinadas, apresentação de teste RTPCR ou de teste antígeno negativos para Covid-19 realizados nas 72 horas anteriores ao acesso.

* atualização: o júri popular que analisaria caso de feminicídio ocorrido na comarca de Blumenau, foi cancelado. A magistrada, que presidiria a sessão do Tribunal do Júri, positivou para Covid-19. O réu permanecerá preso aguardando julgamento. Nova sessão ainda não tem data definida para ocorrer.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome