Morre sobrevivente de soterramento em obra na Via Expressa

Parte da equipe que participou do resgate com o sobrevivente Ademir José Ferreira - foto do CMBSC
Parte da equipe que participou do resgate com o sobrevivente Ademir José Ferreira – foto do CMBSC

Morreu nesta sexta-feira (3) aos 41 anos o trabalhador Ademir José Ferreira, que sobreviveu soterrado por horas após deslizamento de um muro em março em uma obra de um hotel que fica as margens da Via Expressa, em Blumenau

Ademir sofreu uma parada cardíaca em casa durante a madrugada e não sobreviveu, apesar dos esforços pela reanimação da equipe do Corpo de Bombeiros Voluntários de Indaial. A morte foi uma surpresa, já que ele vinha apresentando melhora.

“Não dá para acreditar. Um mês e cinco dias com a gente da mais pura demonstração de amor à vida e gratidão. Ele conseguiu agradecer muito a todos que o salvaram, não cansava de fazer isso todo dia”, relatou a sobrinha Juliane Ferreira.

Ele havia recebido no início de abril uma visita surpresa dos heróis que haviam lutado por cerca de nove horas até conseguirem retirar do soterramento. Na oportunidade, ainda no leito do hospital, disse aos socorristas que “é muito importante ver as pessoas que realizaram aquela operação maravilhosa. Graças a Deus, tinham pessoas capacitadas ali. Tenho que agradecer a cada um de vocês”.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome