Leite, tomate e açúcar encarecem cesta básica em Blumenau

leite

Quem foi ao mercado recentemente em Blumenau percebeu que o leite está custando mais caro, e muito. Segundo o Índice de Variação Geral de Preços de Blumenau, do Departamento de Economia da Furb, o preço do alimento teve variação de 24,64% em julho. No geral, a variação do índice foi de 0,69%.

Os itens da pesquisa foram organizados em 25 subgrupos. Destes, 10 registraram alta, 10 permaneceram estáveis e 5 variaram negativamente. As principais altas registradas neste mês foram a alimentação fora do lar (+4,93%), produtos de panifício (+4,05%) e alimentos semi-industrializados (+2,60%). As principais baixas foram no serviços de manutenção de veículo (-2,86%), produtos de higiene (-1,06%) e de limpeza (-0,61%).

Além do leite, individualmente tiveram fortes altas o tomate (+9,62%) e açúcar (+5,35%). Já as quedas foram no óleo de soja (-7,47%) e batata inglesa (-1,73%). A Cesta Básica está custando R$381,88, o que significou uma variação de -1,37% no mês, e nos últimos 12 meses a alta acumulada é de +19,60%.

Considerando o reajuste do valor do salário mínimo em janeiro deste ano, de 11,68%, e se comparado com o mesmo período do ano anterior, o custo da cesta com o valor do salário mínimo piorou em relação a 2015. Para julho de 2015 a relação era de 40,23% no valor do mínimo, e neste mês é de 43,40%.

“Cenário pessimista”

A expectativa para o próximo mês é de que a variação geral se mantenha entre 0,30% a 0,80%, mas a inflação na cidade deve encerrar o ano em 9,41%, segundo Jamis Antonio Piazza, do Departamento de Economia da Furb.

“A taxa mensal equivalente ao acumulado dos últimos 6 meses caiu para 0,97% por mês. A taxa mensal equivalente ao acumulado nos 12 meses caiu para 0,84%. Portanto, mantido o atual contexto, a inflação acumulada nos 12 meses, até dezembro de 2016, tende a configurar dentro do cenário pessimista, isto é, por volta de 9,41%”, concluiu.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome