Conta de luz vai subir até 26% para cobrir rombo de R$ 23 bi

AgenciaBrasil150812WDO_0371D
Atual ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, e Dilma Rousseff em 2012 durante evento (Wilson Dias/ABr)

Um novo aumento na conta de luz vai elevar em até 26% a tarifa de energia para as regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste a partir de março. A decisão é da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e tem aval da presidente Dilma Rousseff.

O motivo é o aumento de 6% na tarifa de Itaipu e pela Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), criada para cobrir um déficit gerado pelo uso intenso das usinas termoelétricas.

Inicialmente, o governo de Dilma iria cobrir o furo com dinheiro do Tesouro Nacional, mas o ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, afirmou que isso não deve mais acontecer e todos os gastos deverão ser bancados pelos consumidores via conta de luz.

“Não haverá pressão sobre o Tesouro porque estaremos tomando medidas estruturantes na CDE”, disse o ministro após uma reunião com a presidente no dia 12 de Janeiro.

No mesmo dia, Braga disse que recebeu “sinal verde” para negociar o novo empréstimo bancário, o terceiro, para ajudar as distribuidoras na compra de energia. Por conta do reajuste na conta de luz, cerca de R$ 23,21 bilhões devem ser arrecadados.

Somente as distribuidoras do Norte e Nordeste terão aumentos menores, já que os consumidores dessas regiões não recebem a energia de Itaipu e o impacto da CDE na região será de apenas 3,89%.

3 Comentários

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome