Câmara aprova moção de repúdio contra a peça Jesus Cristo Superstar

Jesus Cristo Superstar

Na Sessão Ordinária da última quinta-feira (13), a Câmara de Vereadores aprovou uma moção de repúdio a peça teatral Jesus Cristo Superstar, financiada com recursos públicos. A proposição da Moção Nº 37/14 é de autoria do vereador Mário Hildebrandt e foi aprovada por parte do parlamento após muita discussão.

Segundo a redação da moção, o espetáculo Jesus Cristo Superstar constitui “uma verdadeira violência contra o cristianismo, pois apresenta uma versão deturpada da história”. A obra de R$ 5,7 milhões foi financiada pela Lei Rouanet, que permite a destinação de impostos de empresas para uma determinada peça cultural.

Destinatário errado?

A bancada do Partido dos Trabalhadores, composta pelos vereadores Adriano Pereira, Jefferson Forest (ausente) e Vanderlei Paulo de Oliveira, se posicionou contra a moção. Oliveira, orientou o voto contrário pois, segundo ele, o Ministério da Cultura e a ministra Marta Suplicy não tem responsabilidade sobre a autorização da captação.

Quem também votou contra e justificou foi Ivan Naatz (PDT). Segundo ele, o estado é laico e os religiosos querem dizer o que é certo e o que é errado. Marcos da Rosa (DEM) saiu em defesa da Moção justificando que a liberdade não pode ser confundida com o financiamento de peças que, segundo ele, ridicularizam o cristianismo.

Matérias da sessão

Dois vetos do executivo foram acatados, ambos de autoria do vereador Naatz. O PLC Nº 1.294, pretendia instituir mudanças no Código Tributário do Município de Blumenau. Já a PL Nº 6.534, determinava a fixação de placas de orientação com nomes dos médicos e enfermeiros e seus horários nas unidades de saúde.

3 Comentários

  1. Ainda que o Estado seja laico, foi uma população com maioria cristã que os colocou no governo, portanto o governo tem que respeitar a voz do povo. Como diz o ditado, “a voz do povo é a voz de Deus”.

    • precisamos orar contra esses tipo de pessoas que usa a arte para denegrir as imagens cristãs como essa de Jesus, o mundo esta violento as pessoas precisam continuar ouvindo que Jesus é amo e veio ao mundo com a missão de paz , moral e justiça. isso renova a fé cristã é isso que o mundo precisa. ouvir e ve

  2. Ridículo. Se fosse uma religião de minoria é pouco provável que seria discutida. Além de ferir a liberdade de expressão e religião, também abre questionamentos sobre a laicidade do governo.
    É por causa de casos como este que existe a ideia de separação Estado x Religião.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome