Brasil, 521 anos

22 de abril de 1500: Descobrimento do Brasil

A expedição de Pedro Alvarez Cabral contou com 13 embarcações e uma tripulação de até 1500 homens. Zarpou do Rio Tejo, em Lisboa, no dia 9 de março de 1500 e seguiu diretamente até Cabo Verde, chegando lá no dia 22 de março. Depois disso, seguiu viagem adentro na zona de calmaria equatorial, uma semana depois. No dia 21 de abril, os marinheiros avistaram algas marinhas, um sinal claro de que havia terra aproximando-se. Na manhã do dia 22 de abril, foram avistados pássaros, e no final desse dia, foi visto o Monte Pascoal. Gigante pela própria natureza, és belo, és forte, impávido colosso. E o teu futuro espelha essa grandeza. BRASIL, Parabéns pelos 521 anos!

Monte Pascoal
Monte Pascoal

MONTE PASCOAL

Aqui nasceu o Brasil. O Monte Pascoal foi a primeira porção de terra avistada por Pedro Álvares Cabral e sua tripulação no dia 22 de abril de 1500, data do descobrimento do país pelos portugueses. Gigante pela própria natureza, és belo, és forte, impávido colosso. E o teu futuro espelha essa grandeza. BRASIL, Parabéns pelos 521 anos!

Túmulo de Pedro Álvares Cabral em Santarém, Portugal
Túmulo de Pedro Álvares Cabral em Santarém, Portugal

PANTEÃO DOS CABRAIS

A mãe de Pedro Álvares Cabral, Gouveia de solteira, era cristã-nova. Porém é em Belmonte, na Igreja de Santiago, onde passava a antiga Estrada Romana Militar, que ligava Mérida a Braga, a qual na Idade Média era utilizada pelos peregrinos que se dirigiam a Santiago de Compostela que encontra-se o Panteão dos Cabrais e os túmulos de vários elementos desta ilustre família.

No interior, junto à porta que liga o Panteão à Igreja de S. Tiago, observa-se à direita, o túmulo de Fernão Cabral I e Isabel de Gouveia, pais de Pedro Álvares Cabral. Na parede oposta, encontram-se os restos mortais de João Gouveia (alcaide-mor de Castelo Rodrigo), de sua mulher Leonor Gonçalves e do seu filho Vasco Fernandes Gouveia (pais e irmão de Isabel de Gouveia). Estes dois túmulos góticos de morfologia semelhante fizeram parte de uma primeira capela mausoléu mandado construir por Fernão Cabral I e sua mulher, Isabel Gouveia.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome