Alemanha chocada com ataques em Colônia

original

O prefeito de Colônia convocou a polícia para conversações sobre a crise após cerca de 80 mulheres relatarem agressões sexuais e assaltos por homens na véspera do Ano Novo. A escalada dos ataques contra as mulheres na estação ferroviária central da cidade chocou a Alemanha.

Cerca de 1.000 jovens bêbados e agressivos estavam envolvidos. O chefe da polícia Wolfgang Albers afirmou ser “uma nova dimensão de crime”. Os homens eram de aparência árabe ou norte-africano, disse ele.

O ataque em Colônia aconteceu próxima a catedral da cidade. Preocupante é o fato dos ataques terem uma ação organizada. Cerca de 1.000 jovens chegaram em grandes grupos, aparentemente com a intenção específica de realizar ataques contra as mulheres.

Em Hamburgo a polícia relata incidentes semelhantes na festa de Ano Novo na área da igreja St. Pauli.

O ministro da Justiça alemão Heiko Maas twittou afirmando que “não vai tolerar o abominável ataque contra as mulheres – Todos os responsáveis ​​devem ser levados à justiça”.

Uma mulher britânica, durante as comemorações do ano novo em Colônia disse ter sido jogada no centro de um grupo por homens que não falavam nem alemão, nem Inglês.

O ministro da Justiça advertiu contra o fato ligando os crimes à questão dos migrantes e refugiados. Heiko Maas disse que “a lei não discrimina em matéria a origem uma pessoa. Todos são iguais perante a lei”.

Comentaristas na Alemanha foram rápidos a exortar as pessoas a não tirar conclusões precipitadas.

A polícia de Colônia está considerando o reforço de outras partes da Alemanha e a instalação de câmeras de vigilância adicionais, com lentes telescópicas.

Um comentário

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome