Sindicato anuncia paralisações no transporte coletivo

Transporte coletivo terá duas paralisações nesta quinta-feira (Eraldo Schnaider)
Transporte coletivo terá duas paralisações nesta quinta-feira (Eraldo Schnaider)

O transporte coletivo de Blumenau deve sofrer duas paralisações nesta quinta-feira (16). A volta de feriado será tumultuada para cerca de 74 mil usuários por duas manifestações da categoria por mudanças na Convenção Coletiva de Trabalho.

A empresa BluMob garantiu a manutenção de todos os direitos e o reajuste salarial de 1,83%, referente à inflação entre 1º de novembro de 2016 a 31 de outubro de 2017. Porém, os trabalhadores reivindicam diversas cláusulas que anulariam o efeito das novas normas da legislação trabalhista.

Cerca de 800 trabalhadores aprovaram duas paralisações dos ônibus ao longo da quinta-feira: de 9h às 11h e de 15h às 17h.

Confira a lista de reivindicações da categoria:

– A proibição de terceirização de qualquer atividade. (Trabalhadores terceirizados não são regidos pela mesma CCT, podendo ser contratados com salários menores, sem vale alimentação e em piores condições de trabalho);
– A garantia de ultratividade da CCT, caso não ocorra nova negociação. Ou seja, a garantia da preservação dos direitos já negociados;
– A não validação de rescisão contratual sem a prévia negociação com a entidade sindical;
– A garantia que a comissão de representação de empregados prevista na nova lei, caso venha a ser constituída, não poderá tratar de assuntos ajustados na CCT, o que impedirá a redução dos direitos conquistados.
– A prevalência da CCT sobre qualquer acordo individual ou coletivo.
Além das cláusulas econômicas:
– Reposição salarial de 1,83% referente à inflação do período compreendido entre 1º de novembro de 2016 a 31 de outubro de 2017;
– Aumento real de 3% e;
– Reajuste no Vale Alimentação de R$ 700 para R$ 820.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome