Seterb vai multar Consórcio Siga por paralisação

Terminal Aterro vazio por volta das 8 horas da manhã (Jackson Silva)
Terminal Aterro vazio por volta das 8 horas da manhã (Jackson Torres)

A paralisação parcial do transporte coletivo deixou muitos blumenauenses sem transporte nesta quinta-feira (09). Mais de 100 funcionários da empresa Nossa Senhora da Glória, uma das três que compõem o Siga, paralisaram as atividades por falta de pagamento do salário.

Em nota oficial, o Seterb afirmou que “irá tomar as providências legais cabíveis diante da paralisação” e que “[o Consórcio] será multado pelas viagens não realizadas neste dia”. O comunicado também afirma que qualquer paralisação deve ser avisada com 72 horas de antecedência, o que não teria acontecido.

De acordo com dados do Serviço Autônomo Municipal de Trânsito e Transporte de Blumenau (Seterb), cerca de 125 mil pessoas circulam diariamente em Blumenau. A empresa Glória é responsável por mais da metade da frota de cerca de 260 ônibus.

O restante da frota, composto por veículos das empresas Rodovel e Verde Vale, circularam normalmente. Algumas viagens extras de linhas operadas pela Glória também foram realizadas com veículos reservas das duas empresas, mas o número de passageiros era visivelmente menor.

O comunicado também afirma que “o Município lamenta a falta de pagamento aos funcionários da Glória, um direito fundamental do trabalhador, bem como lamenta profundamente que este fato tenha atingido o cidadão blumenauense que depende do transporte coletivo para seus afazeres“.

Um comentário

  1. O consórcio se não for solidário( ou seja se um(a) dos participantes não cumprir r parte, o consórcio deve assumir imediatamente) nunca deveria poder participar da licitação. Acho muito estranhas estas licitações de transporte urbano aqui em Blumenau. Há décadas o consórcio leva as licitações e há décadas temos problemas com horários de linhas e ultimamente ate com pagamento de funcionários.
    Estranho muito estranho, acho que temos aqui uma configuração ideal para uma Lava-Jato…

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome