Ponto de vista – Moradores do João Paulo II usam a tribuna para protestar

Na sessão da segunda-feira, 14, a Câmara Legislativa de Indaial recebeu algumas visitas, entre elas a do vereador Fabrício Dalcastagné, do Município de Timbó, e também a do vereador jovem Gustavo Kraft, do Parlamento Jovem de Indaial. Confira os pontos principais da sessão:

Terceira idade em evidência

Foi aprovado o Projeto de Lei nº 149/2013, de autoria do vereador André Moser (PSDB), obriga as empresas que comercializam passagens interestaduais de ônibus, a fixarem cartazes com informações referentes ao direito que possuem de passagens gratuitas ou com descontos. Agora os idosos, que muitas vezes não possuem conhecimento de tais direitos, poderão ter mais acesso a informações que facilitem sua vida.

Trabalho para todos

Como ocorrido no mês passado, quando o Calinho Mandel (PT) abriu espaço para o companheiro de partido Sandro Edson Franzem assumir um mês de mandato, a vereadora Aurora Antunes Coelho (PT) vai deixar a vaga em aberto para seu suplente. Essa é uma boa prática adotada pelo PT, pois os suplentes ganham experiência no cargo.

Serviço não executado?

Wilmar Giovanella (PSDB) está cobrando esclarecimentos da Defesa Civil atraves de um requerimento, o motivo pela não remoção ou corte de árvore que possui risco de queda, na Rua Minas Gerais. Segundo Giovanella, providências já solicitadas, mas nada foi feito.

Tribuna livre

Edécio Jacomelli e Airton, ambos moradores do bairro João Paulo II, tomaram espaço na tribuna livre para informarem sobre o terreno localizado na Rua São Pedro, no referido bairro. Segundo Jacomelli, a prostituição e o uso de drogas são os maiores problemas da localidade, que antigamente era utilizado por crianças para uso de lazer e esporte.

O morador ainda fez chegar ao conhecimento dos vereadores a má condição da canalização das águas pluviais, que atingem residências próximas que são danificadas. Airton diz que a situação é de responsabilidade do município, uma questão de segurança pública, considerando que o estado das edificações oferecem risco às crianças e demais moradores.

A tal da ponte…

O vereador Henrique Fritz (PMDB) declarou com enorme orgulho o trabalho do deputado de seu partido Aldo Schneider, que em no Maximo 50 dias trará o resultado da licitação da empresa vencedora para construção da terceira ponte de Indaial. Mas nada de comprar os foguetes, pois essa é somente a licitação. A execução da obra é outra história. Muita água vai rolar em baixo dessa história ainda!

Prestação de serviços

Fritz ainda parabenizou com enorme satisfação o excelente serviço dos bombeiros voluntários com um de seus funcionário. Aproveitou para dar uma alfinetada no pessoal do SAMU, que segundo o vereador “só faz perguntas sem maiores ações”.

Já Hamilton da Cunha (PMDB) destacou que os bombeiros voluntários receberam prerrogativas para exercer Poder de Polícia no uso de suas funções regulares, viabilizando vistorias. A medida aprovada por ato da Assembleia Legislativa diz que um convênio deve ser regulado com os município.

Recordações

Cunha ainda efetuou uma rápida leitura da ata de fundação do XV de Outubro, mencionando os nomes dos fundadores. O clube completou 61 anos na terça-feira, 15, sem muito o que comemorar após o abando da maior parte dos cidadãos indaialenses, que deixaram de prestigiar o Rubro-Anil.

Vereador Jovem

O jovem vereador Gustavo Kraft comentou sobre projetos para esportes, academia livre para idosos, e praças públicas, como necessidade de lazer para a população, encarecendo apoio para tais projetos. Desde cedo, mostrando preocupação com melhorias em nossa cidade. Parabéns!

Participação da Comunidade

Para finalizar, gostaria de deixar registrado aqui a minha felicidade em ressaltar o grande público que compareceu na sessão. Nas quatro oportunidades anteriores, tivemos uma média de publico de dez pessoas, porém na ultima sessão foram quase trinta.

Claro, quando existe algo de interesse direto de uma comunidade, nesse caso o protesto dos moradores do Bairro João Paulo II, isso já se tornou normal em virtude de uma possível “pressão psicológica” a ser feita nos vereadores, que eu acredito não ter efeito direto.

Porém, indiferentemente de haver algum projeto ou apresentação de problemas em localidades do município, a população deve sempre estar acompanhando o trabalho dos vereadores, para que tenham cada vez mais uma representatividade ativa e transparente, visando sempre o bem estar da população.

Por Jackson Torres

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome