Polícia evita explosão de caixa e mata três criminosos

Já era 2h05 da madrugada do dia primeiro de novembro quando oito homens armados com quatro pistolas, explosivos e colete à prova de bala, chegaram a uma agência de bancária de Três Barras, Norte do Estado, em dois veículos. O que eles não sabiam é que 25 policiais civis e militares já estavam dentro do estabelecimento.

17011016
Um dos carros utilizados pelos
criminosos (Polícia Militar)

As investigações começaram há cerca de dois anos e, segundo o delegado da Divisão de Roubos e Anti-Sequestros da Deic, Anselmo Cruz, já se sabia que a quadrilha era de Curitiba, Paraná, e que teria efetuado efetuado outros crimes do tipo em Santa Catarina.

Os criminosos chegaram a colocar os explosivos nos caixas eletrônicos, mas os policiais deram ordem de prisão e houve troca de tiros. Nenhum policial foi morto ou ferido. Já o saldo da quadrilha foi de três mortos, dois feridos e três presos. Os detidos vão responder pelos crimes de furto qualificado, tentativa de homicídio, associação criminosa e pelos roubos anteriores.

“Essa é a sétima quadrilha desmantelada pelas polícias de Santa Catarina, o que faz com que a maioria desses crimes não tenham sucesso. Esse tipo de quadrilha, com esse tipo de armamento, acabam em confronto com a polícia, tendo como resultado o ocorrido desta madrugada”, aformou o delegado Cruz.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome