terça-feira, 9 de agosto de 2022
16.4 C
Blumenau

Lei aprovada exige concessão pública para o Uber

A Câmara Federal aprovou com ampla maioria na noite desta terça-feira (04) um projeto de lei que autorizou o funcionamento de aplicativos de transporte privado como o Uber. Mas, logo após, uma emenda foi aprovada obrigando a concessão pública, algo que prejudica o funcionamento privado dos serviços.

Tudo estava indo bem para os motoristas particulares enquanto o projeto transferiu a regulamentação e funcionamento para as prefeituras. Mas 226 deputados foram convencidos pelo petista Carlos Zarattini (PT-SP) a aprovar sua emenda que obriga a concessão pública para funcionamento, o que torna um serviço público.

Segundo o diretor da Uber do Brasil, Guilherme Telles, 34 anos, disse ontem que o projeto é “uma proibição disfarçada”. Para ele, isso pode prejudicar os usuários e motoristas, com impactos também na mobilidade urbana. “O que estamos vendo é que eles estão pegando algo novo e transformando em táxi”, declara.

O deputado federal Daniel Coelho (PSDB-PE), relator do projeto, disparou da tribuna que “a única intenção da emenda foi impossibilitar o funcionamento”. Ele afirmou ainda que “o Brasil está voltando à Idade da Pedra”.

Com base forte eleitoral em Blumenau, os deputados Décio Lima e Peninha foram favoráveis a emenda. Já o ex-prefeito João Paulo Kleinübing foi contrário. Confira a votação de todos os deputados catarinenses exclusivamente na emenda:

DeputadoPartidoVoto
Carmen ZanottoPPSNão
Celso MaldanerPMDBNão
Cesar SouzaPSDSim
Décio LimaPTSim
Esperidião AminPPSim
Geovania de SáPSDBSim
João Paulo KleinübingPSDNão
João RodriguesPSDNão
Jorge BoeiraPPSim
Jorginho MelloPRSim
Marco TebaldiPSDBNão
Mauro MarianiPMDBSim
Pedro UczaiPTSim
Rogério Peninha MendonçaPMDBSim
Ronaldo BenedetPMDBSim
Valdir ColattoPMDBSim

 

Redação
Redação
Acompanhe nosso trabalho diariamente.
+ notícias

Últimas notícias

- publicidade -

Mais lidas