Júri condena homem que matou vítima com 38 facadas e pauladas no Oeste

Um homem foi condenado a 19 anos e oito meses de reclusão durante sessão do Tribunal do Júri na comarca de Videira, no meio-oeste catarinense, por homicídio triplamente qualificado ocorrido em agosto de 2020.

Ele matou a vítima, outro homem, com 38 facadas e golpes com pedaço de madeira. O crime ocorreu depois que eles e outras pessoas discutiram pela posse de uma faca e uma chave de fenda em um ponto de ônibus da cidade.

O grupo consumia álcool e drogas naquela oportunidade, conforme narra a denúncia. Depois do desentendimento pelos objetos, a vítima ficou sozinha no local. Foi então que o réu e outro homem denunciado – julgado meses atrás – voltaram armados com o pedaço de pau e uma faca para cometer o crime.

Tribunal do Juri - foto do TJSC
Tribunal do Juri – foto do TJSC

Depois de agredir a vítima, eles ainda obrigaram um outro homem envolvido na discussão a ajuda-los a se livrarem do corpo com a ameaça de que caso não fizesse, seria o próximo a morrer. Eles começaram a tirar a vítima do lugar, mas foram flagrados por uma testemunha. O objetivo era induzir a erro o perito que atendesse a ocorrência. Para isso, também trocaram a roupa que usavam.

A vítima foi levada com vida ao hospital da cidade, não resistiu aos ferimentos e morreu no mesmo dia. O homicídio praticado contra ela foi qualificado pelo motivo fútil, meio cruel e recurso que dificultou a defesa.

O réu foi condenado ainda a sete meses de detenção pelos crimes de constrangimento ilegal e fraude processual.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome