sexta-feira, 2 de dezembro de 2022
23.2 C
Blumenau

Governo adia abono salarial para metade dos trabalhadores

Abono é direito do trabalhador CLT
Abono é direito do trabalhador CLT

Cerca de metade dos trabalhadores com direito ao abono salarial de 2015 só receberão o benefício no próximo ano. Em vez do cronograma tradicional de pagamento, de julho a outubro, o abono será pago em 12 meses, de julho deste ano até junho de 2016.

A medida foi aprovada pelo Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat), que reúne representantes do governo, dos empresários e dos trabalhadores, em reunião na manhã da quinta-feira (2).

Do total de R$ 19,1 bilhões previstos, R$ 10,1 bilhões serão desembolsados neste ano. Neste ano, o a presidente Dilma Rousseff tentou restringir a concessão do abono salarial para quem tivesse ao menos 30 dias. A mudança chegou a ser aprovada pelo Congresso Nacional, mas foi vetada pela presidente após acordo.

Em nota, a Força Sindical criticou a extensão do calendário. “Não satisfeito com todas as dificuldades impostas à classe trabalhadora brasileira, como a redução de direitos trabalhistas e previdenciários, conquistados ao longo dos anos, o governo vem, agora, com outra pedalada para cima dos trabalhadores”, criticou a entidade.

Redação
Redação
Acompanhe nosso trabalho diariamente.
+ notícias

Últimas notícias

- publicidade -

Mais lidas