Governador proíbe uso de praias, praças e parques em Santa Catarina

Bombeiro atua nas praias para a retirada de banhistas - foto do Corpo de Bombeiros
Bombeiro atua nas praias para a retirada de banhistas – foto do Corpo de Bombeiros

Apesar de decreto de emergência para conter o coronavírus, banhistas ocuparam as praias do litoral catarinense nesta quinta-feira (19). Agora, um decreto do governador Carlos Moisés tornou proibida a permanência em praias, praças e parques.

De acordo com o decreto 521, publicado na tarde desta quinta-feira, “ficam proibidas a concentração e a permanência de pessoas em espaços públicos de uso coletivo, como parques, praças e praias, em todo o território catarinense”.

O documento também proíbe a “circulação e o ingresso, no território estadual, de veículos de transporte coletivo de passageiros, interestadual ou internacional, público ou privado, e de veículos de fretamento para transporte de pessoas”.

Ruas vazias nas cidades

A proibição de atividades não essenciais está sendo fiscalizada pela Polícia Militar. A restrição era válida desde ontem, quando as policias passaram a orientar comércios ao encerramento das atividades. A determinação tem sido respeitada.

Rua XV de Novembro vazia em plena quinta-feira - foto de Giovanni Silva
Rua XV de Novembro vazia em plena quinta-feira – foto de Giovanni Silva

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome