domingo, 14 de julho de 2024
14.1 C
Blumenau

FGTS vai distribuir R$ 12,7 bilhões de lucro aos trabalhadores

O conselho do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) aprovou, nesta terça-feira (25), a distribuição de R$ 12,848 bilhões entre os trabalhadores que têm contas vinculadas ao fundo. Ainda assim, o rendimento é menor que a poupança.

O valor total é o resultado líquido positivo obtido pelo FGTS em 2022, ou seja, a diferença entre as receitas e as despesas. As receitas do Fundo somaram R$ 49,7 bi, já as despesas foram de pouco mais de R$ 36,9 bi segundo dados do conselho curador.

Os conselheiros aprovaram a distribuição de 99% dos R$ 12,848 bi, ou seja, de cerca de R$ 12,712 bi. De acordo com a Lei nº 13.466, de 2017, têm direito a parte desta quantia os trabalhadores que tinham saldo em contas vinculadas do fundo em 31 de dezembro de 2022. A partilha será proporcional ao saldo de cada conta vinculada e deverá ser operacionalizada pela Caixa até 31 de agosto deste ano.

Nova nota de R$ 200 com a imagem do lobo-guará - foto de Raphael Ribeiro/BCB
Nova nota de R$ 200 com a imagem do lobo-guará – foto de Raphael Ribeiro/BCB

A distribuição de resultado do FGTS tem o objetivo de elevar a rentabilidade das contas. O valor referente à distribuição dos resultados passa a compor o saldo da conta vinculada e só pode ser sacado nas situações previstas em lei, como nos casos de rescisão sem justa causa, saque-aniversário, aposentadoria, aquisição da casa própria e outros.

Rendimento menor que a poupança

Os cotistas ganharão cerca de R$ 2,46 a cada R$ 100 depositados no fundo até dezembro de 2022. Isso levou o rendimento do FGTS em 2022 para 7,09%, abaixo da poupança, que rendeu 7,89% em 2022, mas acima da inflação, que foi de 5,79%.

Redação
Redação
Acompanhe nosso trabalho diariamente.
+ notícias

Últimas notícias

- publicidade -

Mais lidas