Confirmado primeira morte de macaco por febre amarela em Blumenau

Na manhã de terça-feira (4) a Prefeitura de Blumenau confirmou que o resultado do exame da morte de um macaco deu positivo para febre amarela. O bugio foi encontrado morto no dia 7 de janeiro, no bairro Vila Itoupava, quando foram realizados a coleta do material para amostra e o bloqueio vacinal.

A morte do primata é um indicativo de que o vírus da doença está circulando no município e a única e melhor forma de prevenção contra a febre amarela é a vacinação. Assim, as autoridades de saúde do município reforçam o pedido para que as pessoas que ainda não tenham tomado a vacina realizem a proteção. Em janeiro deste ano, mais de cinco mil doses já foram recebidas e aplicadas no município.

A vacinação que protege da febre amarela é indicada em dose única, para crianças de nove meses a pessoas de 59 anos. Adultos acima de 60 anos, gestantes e pacientes imunossuprimidos deverão apresentar prescrição médica para receber a vacina. Há contraindicação também para alérgicos à proteína do ovo.

Febre amarela
Febre amarela

Ações de prevenção

Durante o ano passado, a Prefeitura de Blumenau intensificou as ações de vacinação contra a febre amarela. Além da ampliação do horário de funcionamento das salas de vacinação nos Ambulatórios Gerais (AGs), também foram feitas campanhas aos sábados, com unidades abertas.

A vacina da febre amarela é disponibilizada durante todo o ano e é importante ter em mãos a carteira de vacinação quando da aplicação. Em 2019 foram vacinadas 99.216 pessoas, um número 85% maior em relação a 2018 quando 53.411 pessoas foram vacinadas.

Caso um cidadão encontre um macaco morto, deve ligar para a Vigilância Epidemiológica, no telefone 3381-7900, para fazer a notificação do caso.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome