Baixas temperaturas exigem cuidados com a saúde

Com a chegada do inverno, a umidade do ar e as temperaturas ficam mais baixas. Estas mudanças fazem com que o corpo fique mais vulnerável a certas doenças. Para evitar que a população sofra com essas alterações climáticas, a Secretaria de Saúde reforça alguns cuidados básicos, principalmente com a pele e com o sistema respiratório.

Conforme explica a coordenadora da Política de Doenças Crônicas, Lorena Duraes Ferreira, o clima frio e seco pode deixar a pele do rosto e do corpo sujeita ao ressecamento, com aspecto esbranquiçado. Para evitar essas situações, ela ressalta que é importante fazer hidratações e, além disso, praticar uma alimentação saudável comendo frutas, legumes, vegetais, hortaliças e verduras.

rp_FRIO+Blumenau+e+chuva+5.JPGPara o diretor Romero Fenili, responsável pela diretoria de Assistência à Saúde em Blumenau, um erro constante é a diminuição na ingestão de água nesta época do ano. “A água é extremamente importante para manter a hidratação da pele e de todo o organismo, que naturalmente fica debilitado por causa do clima frio. Variar entre chás e frutas é uma ótima opção. Se o corpo fica hidratado, diminuem as chances de contrair alguma doença respiratória”, explica.

O choque térmico também prejudica o sistema de defesa do corpo, então manter-se bem agasalhado e tomar cuidado com os ambientes com ar condicionado é importante. Fenili recomenda que sejam evitados lugares fechados, sem circulação de ar, pois favorecem a transmissão de doenças. Geralmente idosos e crianças são os mais atingidos. “Na terceira idade a imunidade é mais baixa, já as crianças são mais sujeitas a contrair o vírus devido ao convívio em creches em ambientes fechados”, esclarece.

“Hidratar-se adequadamente, manter uma ingestão saudável de alimentos, agasalhar-se, manter os ambientes ventilados, lavar e secar ao sol mantas, cobertores e blusas de lã guardadas por muito tempo são ações simples que evitam o adoecimento. Para as mamães, a amamentação é indispensável para o bebê, pois garante a proteção da criança”, comenta o diretor.

A Secretaria de Saúde alerta sobre os perigos de se automedicar como uma primeira forma de combater os sintomas de doenças no inverno, mas é importante procurar a Unidade de Estratégia Saúde da Família (ESF) do seu bairro. “A orientação é que sempre se procure um médico para avaliar os sintomas que o paciente está sentindo. Em caso de febre alta, presença de tosse, falta de ar e dificuldade respiratória, procure um médico ou o posto de saúde”, diz Fenili.

Franciele Back 

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome