- publicidade -Clique e garanta seu ingresso para a Oktoberfest 2022
Início Geral SC Transplantes inicia 2015 com dois novos recordes

SC Transplantes inicia 2015 com dois novos recordes

Dois novos recordes foram alcançados pelo SC Transplantes. Em 2014 foram registradas 202 doações, número que supera o histórico de Santa Catarina desde a implantação do Centro de Captação, Notificação e Distribuição de Órgãos e Tecidos (SC Transplantes), em 1999. O aumento é superior a 15% em relação a 2013, quando foram realizadas 170 doações.

Além disso, as 28 doações realizadas em dezembro representam um novo recorde mensal. O primeiro foi registrado em junho de 2014, quando foram captados 25 doadores. Em 2000, 25 foi o número de doações feitas ao longo do ano todo. “Realizar esse trabalho só é possível com a soma de esforços da equipe e da conscientização cada vez maior da população”, explica Joel Andrade, coordenador da SC Transplantes.

Além de contar com a solidariedade do povo catarinense, a instituição investe periodicamente no treinamento dos coordenadores de transplantes, responsáveis pelo processo de doação até a chegada da equipe de captação ao hospital. A equipe faz a entrevista com os familiares e mantém o doador em boas condições até que equipe médica faça a retirada dos órgãos.

Até o dia 30 de dezembro, foram realizados 1.324 transplantes em SC, com exceção das córneas. Em 2013 foram 1.175 procedimentos no total, incluindo córneas, rins, esclera, fígado, medula, osso, rim e pâncreas, pele e coração.

Em outubro de 2014, 828 pessoas esperavam por um transplante. As maiores filas são para transplantes de rins (354), córneas (339), fígado (53) e medula óssea (51). No Brasil, para ser doador não é necessário deixar nada por escrito, em nenhum documento. Basta comunicar sua família sobre o desejo da doação. A doação de órgãos só acontece após autorização familiar.

Sair da versão mobile