Pronatec perde 60% das vagas com corte no orçamento

O ministro Renato Janine, participa de audiência pública na Comissão de Educação da Câmara e fala sobre o impacto do corte orçamentário nos diversos programas educacionais em curso no País (Antonio Cruz/Agência Brasil)
O ministro Renato Janine, participa de audiência pública na Comissão de Educação da Câmara e fala sobre o impacto do corte orçamentário nos diversos programas educacionais em curso no País (Antonio Cruz/Agência Brasil)

O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) oferecerá mais de 1 milhão de vagas este ano, informou o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro. Em relação ao ano passado, quando foram oferecidas mais de 2,5 milhões de vagas, houve redução de cerca de 60%.

O programa é um dos que sofrem com o corte de R$ 9,423 bilhões do Ministério da Educação (MEC). A pasta foi a terceira com maior corte no Orçamento da União deste ano. O Pronatec foi criado em 2011 para expandir a oferta de cursos de educação profissional e tecnológica no país.

Questionado sobre a meta anunciada pela presidente Dilma Rousseff durante a campanha presidencial, de mais 12 milhões de vagas no programa até o fim do segundo mandato, Janine disse que este é um ano atípico, depois de 12 anos de investimentos crescentes na educação.

“Passamos de R$ 18 bilhões de orçamento do MEC, em 2002, para bem mais de R$ 100 bilhões agora. Uma vez superada essa situação e restaurada a saúde da economia, teremos condições de continuar nessa trajetória [de crescimento]”, afirmou Janine.

Com informações da Agência Brasil

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome