Prefeito corta 5% no salário dos comissionados e de gratificações

Prefeitura de Blumenau (Marcelo Martins - PMB)
Prefeitura de Blumenau (Marcelo Martins – PMB)

Após a Prefeitura de Blumenau ser obrigada a pagar por avaliações de desempenho não honradas em 2001 e 2004, um corte de salários de cargos comissionados e funções gratificadas foi anunciado pelo prefeito Mário Hildebrandt.

O corte de 5% nos salários e nas funções deve gerar economia de aproximadamente R$ 2,5 milhões até dezembro. Outra medida será a definição de um novo calendário para o pagamento das Licença-Prêmio em pecúnia – benefício concedido por assiduidade e de licença remunerada – e Prêmio de 25 anos de serviços públicos.

A proposta seguirá para a Câmara Municipal nesta quarta-feira (29). Se aprovada, esta determinação já passa a contar na folha de setembro e expira no dia 31 de janeiro de 2019. Outra medida, realizada por decreto, reduziu em 10% dos valores das diárias dos servidores públicos que realizarão viagens a trabalho.

A Prefeitura também alegou que “continuará atuando visando a redução de despesas com contratos de fornecedores, incluindo renegociação, além de redução de despesas correntes operacionais, como diárias, passagens, combustível, locação de veículos, entre outros, sem que isso inviabilize o cumprimento de obrigações financeiras e a manutenção de serviços à comunidade.”

A nota também afirma que “a Administração Municipal vem enfrentando dificuldades financeiras devido à frustração de receita e aumento vegetativo das despesas, como por exemplo, a folha de pagamento e contratos decorrentes de serviços em meio à crise econômica.”

Receba notícias do Farol em seu WhatsApp

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome