Metrô perde para a Chapecoense e se distancia da final do Catarinense

1962829_965089900191815_1182946387253985508_n
Metrô joga mal e é derrotado pela Chapecoense, que assume a vice-liderança (Foto: Sidnei Batista/Metoprolitano)

A tão sonhada final do Campeonato Catarinense ficou ainda mais distante para o Metropolitano. O time de Blumenau fez uma partida apática e foi derrotado pela Chapecoense no oeste do Estado. O único gol da partida foi marcado por Roger, ainda na primeira etapa.

Após o réves por 4 a 0 para o Figueirense em em casa, o técnico Pingo encontrou dificuldades para armar o time titular, contando com três desfalques por lesão (Neris, Altino e Patrick) e outros dois por suspensão (Elton e Rodney). Deste modo, dois atletas estrearam com a camisa do Verdão: o zagueiro Ricardo Lima e o volante Marlon Bica.

Em boa fase no estadual e buscando recuperar a liderança do hexagonal, a Chapecoense viu a equipe visitante começar a partida atacante. Aos oito minutos porém, um lance duvidoso levantou a torcida da casa: Maurício dividiu a bola com Apodi e o árbitro assinalou pênalti para a Chape. A euforia pouco durou, pois Roger desperdiçou a chance ao chutar para fora.

O mesmo Roger viria a se redimir poucos minutos depois. Após falha na saída de bola do Metrô, o atacante viu o goleiro adversário adiantado e chutou colocado, abrindo o placar com um golaço. O futebol do Metrô decaiu com o passar do tempo, e o time de Blumenau viu os donos desperdiçarem boas chances de aumentarem a vantagem.

Foi a terceira derrota do Verdão em quatro jogos do Hexagonal, sendo a segunda consecutiva. O próximo desafio será em casa, contra o Internacional de Lages, na quinta-feira (26). A partida fechará o primeiro turno do Hexagonal, e a vitória é crucial para que a equipe blumenauense mantenha viva a esperança de uma vaga inédita na final.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome