Irmão de sobrevivente em soterramento agradece aos bombeiros

Ademir José Ferreira "nasceu de novo" após ficar quatro horas soterrado. - foto do facebook pessoal
Ademir José Ferreira “nasceu de novo” após ficar quatro horas soterrado. – foto do facebook pessoal

O trabalhador Ademir José Ferreira sobreviveu soterrado por quatro horas na quarta-feira (27) após o deslizamento de um muro em uma obra as margens da Via Expressa. Ele foi localizado após um imenso esforço do Corpo de Bombeiros Militar, que recebeu um agradecimento do irmão da vítima, Nielson Ferreira.

A família de Ademir é do Paraná e acompanhou os trabalhos por meio da imprensa. Em mensagem encaminhada aos bombeiros a imprensa, o irmão Nielson agradece a corporação, que, juntamente com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), trabalhou por cerca de nove horas para seu resgate:

“Parabéns aos heróis anônimos chamados Corpo de Bombeiros. Fico imensamente agradecido pelo trabalho de vocês, por resgatar meu irmão com vida. Acompanhei tempo todo trabalho ansioso sem poder fazer nada, mais também esperançoso. Só tenho agradecer a todos, vocês são demais”, afirmou.

Devido aos ferimentos e complicações posteriores que sofreu, Ademir continua em acompanhamento médico no hospital. Ele já respira sem a ajuda de aparelhos e está conversando. Afirmou que lembra de todo o atendimento.

O desmoronamento

Desmoronamento de talude deixa vítimas fatais - foto da Defesa Civil
Desmoronamento de talude deixa vítimas fatais – foto da Defesa Civil

O desmoronamento de parte do talude ocorreu por volta das 12h da quarta-feira. As obras no local são de um Hotel e eles trabalhavam justamente na contenção. Um inquérito foi aberto pela Polícia Civil para investigar se a empresa tinha as licenças necessárias para realizar as intervenções no terreno ingrime.

Em detalhes divulgados a imprensa, o Corpo de Bombeiros afirmou que Ademir teve a sorte de ficar em um local com construções que formaram uma pequena bolha de ar. Outros dois funcionários não tiveram a mesma sorte e morreram no local.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome