Helicóptero de resgate avaliado em R$ 5,6 milhões é usado para fins políticos

O moderno Helicóptero Bell 407 da Polícia Rodoviária Federal catarinense está avaliado em R$ 5,6 milhões de reais segundo um site especializado. Ele é equipado para atender de vítimas de acidentes — tem maca, tubo de oxigênio e outros materiais de primeiro socorros. Mas tudo é retirado para a Ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti (PT), inaugurar obras e lançar projetos pelo estado.

Prioridades

A aeronave multifunção é conveniada ao Samu (Serviço de Atendimento Médico de Urgência), e a única no estado equipada para resgate de vítimas. A petista fez uso do avião em 18 oportunidades. A denuncia feita pelo jornal “Correio Braziliense”, na segunda-feira, 7, vem a tona enquanto a ministra é considerada pré-candidata pelo PT ao Senado Federal.

A utilização dessas aeronaves se torna licita para compromissos de estado. Porém, a denúncia aponta que Ideli sobrevoa o estado até para assuntos que não pertencentes a sua pasta. Entrega de casas, inaugurações de obras, lançamentos de projetos e até formaturas de bombeiros não fazem parte de sua função, que é a articulação política entre o executivo e o legislativo.

Explicações

O deputado federal Vanderlei Macris (PSDB) cobrou explicações sobre o caso a Controladoria-Geral da União (CGU) e a Comissão de Ética da Presidência da República. O deputado Rubens Bueno (PR) disse que o uso da aeronave para os fins apontados é imoral: “Isso que a ministra está fazendo é uso eleitoreiro de um bem público para pavimentar sua campanha”.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome