Blumenau é a terceira cidade no Índice de Sustentabilidade Urbana

No mês da celebração do Dia Mundial da Limpeza Urbana, 27 de agosto, Blumenau foi destaque entre as grandes cidades, acima de 250 mil habitantes, com o melhor índice de Limpeza Urbana, ficando em terceiro lugar. A cidade de Santos, no litoral paulista, obteve o melhor índice seguida pela fluminense Niterói. O levantamento é do Sindicato Nacional das Empresas de Limpeza Urbana (Selur) e a PWC Brasil.

O objetivo do estudo é medir a adesão dos municípios à Política Nacional de Resíduos Sólidos com quatro critérios: engajamento; sustentabilidade financeira; recuperação dos Recursos Coletados e impacto ambiental, basicamente os critérios estabelecidos pela Agenda 2030 da ONU com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável.

O ISLU não mede a competência na gestão do lixo, mas se o município está cumprindo os critérios estabelecidos pela Agenda 2030 em termos de impacto ambiental, atendimento, sustentabilidade financeira e reciclagem.

Mensalmente, a Secretaria de Conservação e Manutenção Urbana (Seurb) realiza cerca de 800 mil metros quadrados de roçada, o equivalente a 112 campos oficiais de futebol. Outros serviços, como a varrição, também contribuem para a limpeza urbana, garantindo os bons índices obtidos pela cidade.

O secretário da pasta, Michael Schneider, destaca que as boas práticas fazem parte das tradições blumenauenses Nossa cidade sempre primou pela conservação dos espaços públicos, como as ruas, por exemplo. A missão do poder público é garantir a manutenção de forma continua e adequada, para que Blumenau continue sendo conhecida como Cidade Jardim.

Trabalhadores fazem roçada na Rua Engenheiro Udo Deeke - foto da Prefeitura de Blumenau
Trabalhadores fazem roçada na Rua Engenheiro Udo Deeke – foto da Prefeitura de Blumenau

Índice

O ISLU 2019 foi medido com base nos dados de 3.317 municípios, distribuídos por todos os estados, além do Distrito Federal. Como o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da ONU, o ISLU varia entre 0 (zero baixo desenvolvimento) e 1 (um alto desenvolvimento), analisando os dados oficiais disponibilizados pelos próprios municípios no Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS).

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome