Até onde o progresso nos levará?

Opinião

Corredeira do rio Braço do Norte (Foto de Moacir Conradi)
Corredeira do rio Braço do Norte (Foto de Moacir Conradi)

Diversos canoístas e praticantes de rafting se reuniram no dia 5 de outubro para o que pode ter sido a última descida em um dos melhores rios do Brasil para a prática da canoagem, o rio Braço do Norte, que passa pelas cidades de Anitápolis e Santa Rosa de Lima, em Santa Catarina.

O motivo se dá em razão da construção de uma Pequena Central Hidrelétrica, justamente em seu trecho de maior potencial para o esporte. O local, que recebe esportistas de diversas regiões do planeta, será alagado pelo fechamento de uma represa, a qual vem causando preocupação entre moradores e empresários.

Progresso X Natureza

“Nós colonos quando cortamos uma ou duas árvores para necessidades próprias, somos advertidos e até multados, mas, quando grandes empresas destroem a margem, ninguém toma providências” destacou um agricultor ribeirinho que não quis se identificar.

Ele demonstrou preocupação inclusive com os peixes do rio: “Quando fecharem a represa, o trecho logo abaixo ficará muito seco e isso vai acabar matando os peixes trancados em poças entre as pedras”. Outro ponto é que uma bela cachoeira, que fica logo acima de onde será gerada a energia, deixará de existir.

Para os canoístas, ficarão na lembrança as imagens de um belíssimo rio, com corredeiras de classes III a V, com nível técnico que pode ser considerado um dos melhores rios do Brasil. E diante do enorme número de PCHs com construções já autorizadas fica a pergunta: Até onde o “progresso” nos levará?

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome