Blumenauenses convocam protestos e pedem até a renúncia de Temer

Manifestantes em protesto em frente ao 23º Batalhão de Infantaria (Leonardo Alegri)
Manifestantes em protesto em frente ao 23º Batalhão de Infantaria (Leonardo Alegri)

Milhares de blumenauenses saíram as ruas de forma espontânea em três locais neste sábado (26) para apoiar a greve nacional dos caminhoneiros. Apesar de não haver mais combustíveis nas bombas e faltar alguns produtos nos supermercados, a população deve voltar às ruas neste domingo (27).

O primeiro evento do dia será às 9h haverá uma passeata na BR-470 que irá do trevo da Dudalina, no bairro Fortaleza, até a Segalas, onde fica um dos pontos de concentração de caminhoneiros há quase uma semana.

Já às 15h haverão outros quatro protestos, sendo o primeiro pela Renúncia do Presidente em frente Prefeitura de Blumenau, no Centro, e o segundo na Rua Amazonas, bairro Garcia, defronte ao 23º Batalhão de Infantaria.

Uma carreata deve sair da antiga Segalas, próximo a Rua 1º de Janeiro, para seguir até os caminhoneiros. Outro protesto ocorre em frente ao Terminal da Velha na Rua José Reuter, bairro Velha também às 15h.

Leia mais

Panorama do sábado

O maior número de manifestantes se concentrou na BR-470 na Segalas, entre Blumenau e Gaspar, após uma passeata que saiu do posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Assim como se pretende neste domingo, dois outros protestos ocorreram em frente a Prefeitura e também do 23º BI.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome