Vereador indaialense é empossado como Imortal da Academia de Letras do Brasil

No último sábado, 16, ocorreu no auditório do Timbó Park Hotel um evento de grande notoriedade e de fundamental importância cultural para o Vale do Itajaí: a “imortalização” de novos representantes regionais na Academia de Letras do Brasil.

Imortal

Diversos nomes figuram entre os que assumiram as cadeiras na Academia de Letras do Brasil – ALB. E o representante indaialense que é vereador, escritor, colunista e comentarista esportivo, Anderson Luz dos Santos, o Batata, assumiu a cadeira de n.º 1 de sua Cidade natal, por indicação da escritora Edltraud Zimmermann Fonseca.

No mesmo evento, o poeta Fábio Ramos, recebeu a sua imortalização e posse acadêmica na Academia de Letras do Brasil – SC, assumindo a presidência da Micro Região de Blumenau e da cidade de Rio dos Cedros. Também assumiram a imortalidade na Academia os seguintes escritores acadêmicos: JuciléaNones, de Timbó; Marcelo Bértoli, de Apiúna; Neida Rocha, de Pomerode; Apolônia Gastaldi, de Ibirama; Joaquim Melchioretto, de Luiz Alves e Douglas Mateus Melo, de Fraiburgo.

O evento contou com a presença do presidente Nacional da Academia de Letras do Brasil, Mário Carabajal Lopes e do presidente Estadual, professor Miguel João Simão Simão, além do Ministro do STJ Doutor Marco Aurélio GastaldiBuzzi, que em seu discurso enfatizou a importância do conhecimento na vida das pessoas, e do orgulho de prestigiar a posse de sua mãe e amigos numa instituição tão nobre.

Anderson Batata (Assessoria)

Academia de Letras do Brasil

A ABL é a Primeira Academia Mundial da Ordem de Platão, uma Organização Cultural Politicamente Ativa e Instituição Internacional de Cultura e tem o objetivo diretamente voltado a fins de valorização sociocultural, como destaca Batata:

“Criar grupos para desenvolver atividades culturais literárias dentro dos municípios e captar novos escritores, incentivá-los a escrever e publicar suas obras, ou seja, inspirar e mostrar-lhes o caminho para aproximá-los de editoras e leitores, além de levar a literatura a um campo mais amplo e democrático. Escrever e publicar livros não pode estar restrito a um seleto grupo de pessoas”

Anderson teve como Madrinha sua mãe Marilse e homenageou o Escritor Adair José de Aguiar, adotando-o como seu Patrono. Estiveram presentes ao evento, integrantes da imprensa, amigos, familiares dos escritores,o vice-prefeito de Indaial Mario Withoeft, o Vereador Santo Antonio e a Diretora Cultural da FIC, Dona Marli.

Por Jackson Torres

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome