“Vamos manter política de não aumentar impostos”, afirma Colombo

Colombo em palestra para empresários (James Tavares/Secom SC)
Colombo em palestra para empresários (James Tavares/Secom SC)

O governador Raimundo Colombo, reafirmou em uma palestra para empresários que não deve aumentar impostos em Santa Catarina. Para ele, a medida é necessária para “evitar o lado mais perverso da crise, que é o desemprego”.

No evento nesta segunda-feira (07) em Florianópolis, Colombo ressaltou três principais pontos atuais em que está trabalhando: o controle da folha de pessoal, a reforma da previdência e a renegociação da dívida do Estado com a União.

“Sabíamos que mudanças no atual modelo de Estado seriam necessárias. E estou confiante de que vamos melhorar bastante ao enfrentar a realidade que temos pela frente. O Brasil não precisa de um líder, precisa de muitos líderes. Não de uma instituição, mas sim de muitas instituições para encarar o desafio de construir um novo modelo”, afirmou.

Colombo destacou os avanços no controle da folha de pagamento e na reforma da previdência. E disse estar confiante em conseguir avançar também na renegociação da dívida dos Estados com a União. “É um movimento difícil o que estamos fazendo, mas necessário. Estou otimista com os resultados. A renegociação é fundamental para o equilíbrio das contas públicas de Santa Catarina nos próximos anos”, acrescentou.

O governador voltou a reafirmar, também, a postura contra o aumento de impostos, que penalizaria a sociedade em um momento de crise. “Vamos manter nossa política de não aumentar impostos em Santa Catarina”, discursou.

O encontro foi uma promoção do Grupo RIC, com apoio do Governo do Estado e da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc). O evento também contou com participações do presidente da Alesc, Gelson Merisio; do presidente executivo do Grupo RIC SC, Marcello Corrêa Petrelli; e do jornalista Eduardo Oinegue.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome