Amazing Sensual Store: A técnica do pompoarismo

Anúncio 85x126 RGB (1)

Você já ouviu falar em pompoarismo? Se não, fique atento, pois essa técnica vai mudar para melhor sua vida sexual. O pompoarismo teve origem na Índia, mas foi na Tailandia e no Japão que foi aperfeiçoado. Era passado de mãe para filha para garantir a felicidade do casal. Hoje, é usado por mulheres que querem esquentar as relações.

Também conhecido como ginástica íntima, o pompoarismo consiste em um treinamento para fortalecer a musculatura vaginal. A técnica é baseada no controle da contração e do relaxamento dos músculos vaginais. Isso faz com que a mulher seja capaz de controlar tudo durante a relação sexual. Dessa forma, poderá sentir mais prazer, e também levar seu parceiro às nuvens.

Muito importante enfatizar também que além do benefício sexual, o pompoarismo ajuda a evitar a flacidez vaginal e pode prevenir doenças, como incontinência urinária e cólicas.  Ainda permite o autoconhecimento, aumentando a autoestima das mulheres que praticam a técnica.

site
(Amazing Sensual Store)

Existem diversos cursos pelo país, mas se você gostou, e pretende começar a se exercitar. Separei algumas dicas da professora de pompoarismo Regina Racco, assim você pode tentar praticar em casa.

1° Exercício: sente em uma cadeira, incline a coluna ligeiramente para frente, coloque as mãos no joelho e as pernas em paralelo. Inspire, contraindo os músculos da vagina como se segurasse algo. Conte até 30 e relaxe. Repita o exercício por 10 minutos.

2° Exercício: em pé, com os braços ao longo do corpo, mantenha os pés paralelos e ligeiramente separados. Contraia as nádegas e tente uni-las o máximo que puder. Conte até 10 e relaxe.

3° Exercício: em pé, contraia e relaxe a musculatura da vagina, como se estivesse “pulsando”. Faça o exercício por 10 minutos.

Praticando esses exercícios por duas semanas todos os dias você já vai sentir a diferença, vale ressaltar que existem também os pesos para essa prática, eles sim fortalecem ainda mais a musculatura.

Caros leitores (as), quando vocês tiverem alguma dúvida ou sugestão para coluna, entrem em contato através do e-mail: [email protected]

Abraços e até mais!

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome