Sobe para 65 número e 279 desaparecidos em Brumadinho

O número de mortos após o rompimento de uma barragem da mineradora Vale em Brumadinho subiu para 65, segundo informações divulgadas na noite desta segunda-feira (28) pela Defesa Civil de Minas Gerais.

Segundo a Defesa Civil, são 279 pessoas desaparecidas e 386 foram localizadas, entre funcionários da Vale e moradores. Foram resgatadas com vida 192 pessoas e 135 ficaram desabrigados. Dos 65 mortos, 31 já foram identificados.

A previsão é que as operações de resgate durem semanas devido às dificuldades de locomoção e dos trabalhos em si. As ações começaram há três dias. As operações hoje foram retomadas às 4h, quando as equipes de busca conseguiram recuperar dois corpos que estavam no segundo ônibus encontrado submerso.

Equipes do Corpo de Bombeiros conseguiu localizar o imobiliário do refeitório, no local estavam alguns corpos. Os bombeiros tiveram dificuldades ao longo do dia por causa dos drones, que atrapalham o sobrevoo das aeronaves.

O porta-voz do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, tenente Pedro Aihara, as equipes israelenses ajudam no resgate das vítimas que estão no segundo ônibus. Os trabalhos foram interrompidos às 22h e serão retomados às 4h da manhã. De acordo com ele, a topografia do terreno e a lama dificultam as operações.

Pela manhã, o tenente disse que é baixa a possibilidade de localizar pessoas vivas. “As chances são muito pequenas considerando o tipo de tragédia, que envolve lama”, disse, ao explicar que os rejeitos dificilmente permitem bolsões de ar.

Bombeiros em meio a lama no desastre de Brumadinho - foto de Ricardo Stuckert

Bombeiros em meio a lama no desastre de Brumadinho – foto de Ricardo Stuckert

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome