Sobe para 110 número de mortos em Brumadinho e 238 desaparecidos

A Defesa Civil de Minas Gerais informou hoje (31) que aumentou o número de mortos no desastre da Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho. Pelo último balanço, são 110 mortos, 238 desaparecidos e 394 identificados.

Dos mortos, 71 foram identificados por exames realizados pela Polícia Civil. Também há 108 desabrigados e seis pessoas hospitalizadas. A Polícia Civil toma depoimentos de sobreviventes e coleta amostras de DNA. Segundo a Polícia Civil, foi coletado material de 210 pessoas que representam 108 famílias. Os trabalhos vão prosseguir.

De acordo com o delegado da Polícia Civil, Arlen Bahia, dos 71 corpos, 60 já foram identificados e entregues aos familiares. Os outros 11 estão no Instituto Médico Legal (IML) aguardando a liberação por parte dos familiares.

Já são 300 militares atuando e 66 civis voluntários fora da chamada “zona quente”, onde o risco é maior. São 15 aeronaves em operação e 21 cães de resgate em 18 pontos de busca. Os soldados israelenses deixaram o trabalho hoje após encerrar sua missão de mapeamento e rastreamento com tecnologias.

Destruição em Brumadinho - foto da Embaixada de Israel
Destruição em Brumadinho – foto da Embaixada de Israel

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome