Sindicato dos coletivos ameça greve por tempo indeterminado

Como adiantado pelo Farol, os ônibus não devem circular nesta sexta-feira (28) em Blumenau devido a uma manifestação política nacional contra a terceirização, a reforma trabalhista e também do INSS. Repartições públicas e bancos também devem ter o atendimento prejudicado.

A decisão da paralisação do transportes para os cerca de 100 mil passageiros foi tomada em duas assembleias nesta quarta-feira (26). Porém, o fato que chamou a atenção foi uma ameaça de greve por tempo indeterminado após uma Lei que retira obrigatoriedade de cobradores em certas linhas.

De acordo com uma nota do Sindicato dos Empregados das Empresas Permissionárias do Transporte Coletivo Urbano de Blumenau (Sindetranscol), se o prefeito Napoleão Bernardes não vetar o projeto aprovado na Câmara, a categoria entre em greve a partir da 0h de terça-feira (02).

“Além das pautas nacionais, a paralisação desta sexta também será de aviso ao prefeito Napoleão Bernardes e aos vereadores que aprovaram a alteração na lei nº 6.395/2003, regulamentando a exigência de cobradores em algumas linhas, abrindo a porteira para o corte da função no transporte coletivo.”

Leia a manifestação

Um comentário

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome