Seterb pede frota mínima no Ministério Público do Trabalho

Uma manifestação publicada no site da prefeitura de Blumenau mostrou que até mesmo a administração municipal foi pega de surpresa pera paralisação do transporte coletivo nesta segunda-feira (23), anunciada em primeira mão no Farol Blumenau.

Segundo o texto, o Seterb solicitou ao Ministério Público do Trabalho (MPT) uma ação cautelar para que o sindicato cumpra a lei da frota mínima, que normalmente é regulada com 70% da frota rodando nos horários de pico e 50% nos demais horários.

O esforço jurídico do município espera por uma decisão emergencial, que faça com que os serviços de transporte voltem à normalidade ainda hoje. A Administração Municipal está agindo – e rápido – dentro de suas possibilidades“, relata o manifesto.

Já o presidente do Seterb, Erivaldo Caetano Junior, o Vadinho, afirmou que a permissionária quer atender os pleitos. “[O Consórcio Siga] tem demonstrado interesse em avançar na questão segurança”, afirmou.

Vadinho ressaltou ainda o esforço de alguns agentes da Guarda Municipal de Trânsito que trabalham a mais de 24 horas de forma interrupta para auxiliar na circulação. Outra medida anunciada é a liberação de corredores de ônibus foram liberados para o trânsito de veículos comuns. A única exceção foi o da rua Dois de Setembro, por se tratar de um corredor no contrafluxo,

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome