quarta-feira, 30 de novembro de 2022
23.9 C
Blumenau

Servidora da Prefeitura é presa por fraude em benefício social

Uma assistente social da Prefeitura de Blumenau foi presa em flagrante ontem (4) pela Polícia Civil por utilizar um cartão de benefícios sociais para si mesma. Ela teria realizado cadastros falsos para gerar cartões para usar consigo mesma.

Segundo informações de comunicado da Delegacia de Combate à Corrupção (Decor), a servidora se aproveitava da autonomia de fazer os cadastros das famílias para gerar novos cartões de benefícios Blu Suas. Depois realizava compras em supermercados.

Ela acabou sendo presa em flagrante no momento em que realizava compras em um dos supermercados conveniados no programa social. Além do cartão utilizado para pagamento das despesas, ela possuía outros cartões também obtidos indevidamente, além de notas fiscais dos supermercados em que já havia feito outras compras.

De acordo com comunicado da Polícia Civil, “toda a materialidade do crime foi apreendida e a autora foi conduzida à Central de Polícia para lavratura do Auto de prisão em Flagrante pelo crime de Peculato”. Ainda não foi possível quantificar o prejuízo.

Prefeitura de Blumenau - foto de Michele Lamin
Prefeitura de Blumenau – foto de Michele Lamin

Entenda

Para receber os cartões de auxílio, há vários critérios de enquadramento das famílias atendidas. Os assistentes sociais são encarregadas de preencher a solicitação e encaminhá-la ao departamento responsável pela emissão dos cartões.

Posicionamento da Prefeitura

Por meio de nota, a Prefeitura de Blumenau informou a abertura de sindicância interna para apurar o caso e que a própria Secretaria de Desenvolvimento Social (Semudes) teria denunciado e auxiliado a Polícia Civil para apuração da fraude.

Nesta sexta-feira, Município, em parceria com a Polícia Civil, rastreou o uso sequencial de cartões para o pagamento de uma compra única, realizada em um supermercado da cidade, confirmando a suspeita de uso indevido e ocasionando na prisão em flagrante da servidora. Diante disso, a Semudes também encaminhou um relatório à Procuradoria Geral do Município, para que a mesma possa analisar o fato ocorrido e apurar a responsabilidade da servidora. Cabe ressaltar que a Prefeitura de Blumenau não compactua com o uso indevido de qualquer tipo de bem público, em especial com o auxílio que deveria atender às famílias em situação de necessidade. O Município ressalta ainda que trata-se de um caso isolado e que não reflete a atuação seria e comprometida dos servidores que atuam na gestão.

Redação
Redação
Acompanhe nosso trabalho diariamente.
+ notícias

Últimas notícias

- publicidade -

Mais lidas