Rua Professor José Ferreira da Silva será fechada para avaliação do fluxo de trânsito

O acesso à Rua Professor José Ferreira da Silva será fechada temporariamente a partir desta quinta-feira (2) a fim de avaliar o impacto na fluidez no trânsito da Avenida Beira Rio, eliminando o cruzamento gerado por veículos oriundos da Ponte Adolfo Konder.

A partir do fechamento, para seguir para a Rua 7 de Setembro ou mesmo a Rua 15 de Novembro, a opção é prosseguir pela quarta faixa da Avenida Beira-Rio, contornando a Prefeitura até a Rua São Paulo. No semáforo, o condutor poderá fazer o trajeto na Rua Amadeu da Luz até a Rua 7 de Setembro, ou ainda, dobrar à esquerda na Rua Getúlio Vargas até a rua Namy Deeke, para chegar à Rua 15 de Novembro ou 7 de Setembro. Há ainda a opção do veículo, após contornar a Prefeitura e sair na Rua São Paulo, seguir pela Rua Paulo Zimmermann sentido Rua 7 de Setembro.

Outra ação na Avenida Beira-Rio é a antecipação em 100 metros, do trecho compartilhado com o corredor de ônibus, para que os condutores que queiram acessar a Ponte Adolfo Konder, possam assim fazer o uso da pista da direita já partir da Rua Rodolfo Freygang.

Rua Professor José Ferreira da Silva - foto de Marcelo Martins
Rua Professor José Ferreira da Silva – foto de Marcelo Martins

“São duas ações pontuais que podem impactar diretamente na fluidez da Avenida Beira-Rio, primeiro porque antecipando o acesso ao corredor de ônibus aos veículos que vão seguir para a nova ponte, em direção ao Bairro Ponta Aguda, diminuirá o congestionamento no semáforo, sem causar qualquer impacto negativo para o tráfego do transporte coletivo. E no caso do bloqueio da Rua Prof. José Ferreira da Silva, nós iremos avaliar, eliminando uma conversão que causa congestionamento na Avenida Beira Rio, na Rua 15 de Novembro e na Rua Namy Deeke, de forma a buscar opções para a fluidez do trânsito central”, salienta o secretário de Planejamento Urbano, Éder Boron.

O secretário da Seterb , Alexandro Fernandes, reforça que para realização da ação foram desenvolvidos estudos de simulação de tráfego. “Não é viável a execução de uma modificação no tráfego da cidade sem a certeza de seus benefícios. A simulação nos fornece dados quantitativos e qualitativos. Com isso, verificamos as possíveis soluções”, afirma.

Os agentes da Guarda Municipal de Trânsito acompanharão as modificações para orientar os motoristas durante o período avaliativo.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome