Rede de supermercado arrecada 12 toneladas de alimentos e doa mais 12

A rede Bistek Supermercados arrecadou 24 toneladas de donativos para ajudar famílias carentes e atingidas pela pandemia do coronavírus em cidades de Santa Catarina. Metade foi doada pelos clientes e a outra metade pelo empresa.

Entre os dias 7 e 20 de abril, as 19 lojas do Bistek em 12 cidades de Santa Catarina colocaram à disposição dos clientes estandes de doação de alimentos não perecíveis e itens de higiene, com a proposta de dobrar os itens arrecadados e distribuí-los em parceria com ONGs que trabalham com pessoas em vulnerabilidade social.

A adesão à campanha foi grande já na primeira semana, atingindo cinco toneladas doadas pela população catarinense e mais cinco pelo supermercado. Por conta do sucesso, a campanha foi prorrogada e conseguiu auxiliar ainda mais famílias que passam por dificuldades em virtude da atual crise econômica e sanitária.

“Ficamos muito felizes por fazer parte dessa rede de colaboração coletiva que vem crescendo entre pessoas e empresas. Tivemos um engajamento muito grande dos nossos clientes, colaboradores e parceiros para levar alimentos e produtos a quem mais necessita, disse Wagner Ghislandi, diretor de marketing da rede.

Proposta da rede Bistek foi dobrar cada quilo arrecadado - foto da assessoria
Proposta da rede Bistek foi dobrar cada quilo arrecadado – foto da assessoria

As doações estão sendo distribuídas por intermédio da Associação Beneficente Abadeus, Centro de Recuperação Nova Esperança (Cerene), Associação Beneficente Retalhos Mais Amor, Lions Clube Brusque, Lions Clube Balneário Camboriú, Associação Catarinense de Pessoas com Câncer (ACPC), Instituto Padre Vilson Groh, Instituto Lar da Juventude de Assistência e Educação Parque Dom Bosco, Projeto Brasil Esperança e ONG Vidas Recicladas (Casa das Anas).

Uma das entidades beneficiadas, a Associação Abadeus atende pessoas de todas as idades, desde bebês a idosos da comunidade Cristo Redentor, em Criciúma. De acordo com a assistente social Tatiane Pizzoni, muitos atendidos que já viviam em vulnerabilidade foram para a miserabilidade.

“O ato de doar vira uma transformação para a sociedade. Acredito que o Bistek atuou com a responsabilidade social. Sem esses grandes parceiros, não conseguiríamos atender tantas famílias”, disse.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome