terça-feira, 9 de agosto de 2022
16.4 C
Blumenau

Receita paga restituições do segundo lote do IR 2022

A Receita Federal paga nesta quinta-feira (30) as restituições do segundo lote do Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF) 2022. O lote também contemplará restituições de anos anteriores. Ao todo, 4.250.448 contribuintes receberão R$ 6,3 bilhões.

Desse total, 2.776.808 são contribuintes não prioritários que entregaram declarações de exercícios anteriores até 19 de março deste ano. O restante tem prioridade legal, sendo 87.401 idosos acima de 80 anos; 675.495 entre 60 e 79 anos; 48.913 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou doença grave e 661.831 do magistério.

Inicialmente prevista para terminar em 29 de abril, o prazo de entrega da declaração foi adiado para 31 de maio, a fim de diminuir os efeitos da pandemia de Covid-19. Apesar do adiamento, o calendário original de restituição foi mantido, com cinco lotes a serem pagos entre maio e setembro, sempre no último dia útil de cada mês.

Nota de 50 reais - foto de Marcello Casal Jr
Nota de 50 reais – foto de Marcello Casal Jr

Como consultar

A consulta pode ser feita na página da Receita Federal na internet. Basta o contribuinte clicar no campo Meu Imposto de Renda e, em seguida, Consultar Restituição. A consulta também pode ser feita no aplicativo Meu Imposto de Renda, disponível para os smartphones dos sistemas Android e iOS.

Quem não está na lista pode consultar o extrato da declaração para verificar eventuais pendências. Nesse caso, o contribuinte deverá entrar na página do Centro Virtual de Atendimento da Receita (e-CAC) e verificar se há inconsistências de dados.

E como usar o dinheiro

Com a restituição em mãos, o que fazer? Querli Tolfo, facilitadora em Gestão de Finanças Pessoais da Ailos, recomenda primeiro quitar as dívidas. “O ideal é estancar o pagamento de juros. Se não houver dívidas ou houver sobra, o indicado é investir”, afirmou.

A especialista em Investimentos da central de cooperativas Josiane Francisco Silva Righi lista opções para investimento da restituição, como ativos de renda fixa, como os RDCs, CDBs, títulos do Tesouro Direto, poupança, entre outros.

“A renda fixa é uma ótima alternativa para quem quer formar uma reserva de emergência, podendo resgatar o dinheiro assim que precisar e obter uma boa rentabilidade enquanto ele permanecer investido. Só é importante escolher investimentos com liquidez diária. Existem produtos com aporte mínimo muito baixo, em torno de R$ 10,00”, explica.

Para quem não precisa do dinheiro tão rápido, as opções de médio e longo prazo, que contam com maior potencial de rentabilidade, são as mais indicadas. Neste caso podem ser fundos de investimentos, ações, derivativos, entre outros.

Redação
Redação
Acompanhe nosso trabalho diariamente.
+ notícias

Últimas notícias

- publicidade -

Mais lidas