Radar meteorológico de Lontras volta a operar após tragédia no Alto Vale

Radar meteorológico de Lontras - foto de James Tavares/Secom
Radar meteorológico de Lontras – foto de James Tavares/Secom

Depois de uma tempestade causar a morte de 21 pessoas no Alto Vale em Dezembro, o Governo do Estado colocou novamente em operação no sábado (30) o radar de alerta antecipado do Vale, localizado em Lontras.

O equipamento permanece em funcionamento assistido, acompanhado pela empresa responsável pela manutenção. Para o retorno da normalidade foi realizada a troca de um rolamento que é considerado fundamental.

Na terça-feira o chefe da Defesa Civil de Santa Catarina, Aldo Batista Neto, vistoriou a estrutura e acompanhou o funcionamento do equipamento e a manutenção da estrutura. O Radar do Vale compõe o grupo de equipamentos utilizados no monitoramento e emissão de alertas em Santa Catarina.

Durante a vistoria, Batista Neto reforçou o compromisso do Governo do Estado em melhorar a rede de monitoramento e alerta de desastres naturais. “O nosso foco é fornecer informações confiáveis para que os cidadãos possam estar preparados para as mais diferentes situações. Assim vamos reduzir prejuízos e preservar vidas”, destacou.

A custo superior a R$ 10 milhões, o equipamento estava desativado desde a metade do ano por falta de peças. Em 17 de dezembro uma enxurrada causou a morte de 21 pessoas no Alto Vale pela falta de alerta antecipado.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome