Quatro possíveis cenários com Lula ministro

Dilma fez visita ao ex-presidente Lula logo após condução coercitiva (Ricardo Stuckert/Instituto Lula)
Dilma fez visita ao ex-presidente Lula logo após condução coercitiva (Ricardo Stuckert/Instituto Lula)

O ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva assume hoje como ministro-chefe da Casa Civil. Para aceitar o cargo no governo, o ex-presidente precisou articular apoio com a base aliada de Dilma, a qual o PMDB é o principal partido. Com isso, surgem quatro possíveis cenários sobre o futuro do Brasil com Lula como ministro:

1) PMDB apoia Lula a estimular medidas populares no governo

PMDB ajuda a colocar mais crédito no mercado para melhorar os índices de economia no curto prazo (o que seria bom para as eleições deste ano). Isso poderia aumentar a popularidade do governo até as próximas eleições nacionais, mas agravaria a crise num futuro não distante.

2) PMDB aposta no desgaste de Lula e de Dilma pensando em 2018

PMDB promete ajudar, mas na verdade quer desgastar o Lula junto com a Dilma. Isso tiraria as últimas chances do Lula em 2018. Isso porque todos sabem que o partido está dividido e, na última convenção, a diretoria do PMDB pediu para ninguém assumir cargo no atual governo.

3) Ao contrário do que afirma, Lula continua com ajuste fiscal

Lula assume compromisso com ajuste fiscal, mas sem cortes em programas sociais para que o PT continue ao lado dele. Isso poderia reduzir a crise no longo prazo, mas seria um processo bem mais lento e improvável. Sem contar que esse cenário manteria o país, praticamente, na mesma situação.

4) Acusações contra Lula se agravam e crise política continua

A investigação contra o Lula se agrava. Eles seguram o processo até 2018 se fazendo de vítima, como fazem no momento.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome