Prefeitos catarinenses defendem adiamento das eleições para 2022

A Federação Catarinense de Municípios (Fecam) lançou nota nesta semana solicitando ao Congresso Nacional a unificação dos mandatos políticos para 2022. Com a medida, os mandatos atuais seriam prorrogados por dois anos.

A posição de 140 gestores públicos foi externada durante videoconferência com o Fórum Parlamentar Catarinense na sexta-feira (29). Os deputados e senadores foram unânimes e concordaram com a posição da unificação.

Eles também se comprometeram em defender a pauta dos municípios no Grupo de Trabalho que deverá ser criado nos próximos dias. O colegiado será composto de deputados e senadores para debater os rumos do pleito.

O presidente da Fecam e prefeito de Caçador, Saulo Sperotto afirmou “Sabemos do processo, elencamos todas as dificuldades que teremos em fazer uma eleição, sobretudo dentro da questão do direto de votar e ser votado, por isso, mantemos e reforçamos nossa posição de unificação das eleições”.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome