Porta-voz do Hamas assume que grupo usa escudo humano e rejeita cessar-fogo

Segundo informações do governo de Israel, entre 12 de junho e 13 de julho mais de mil foguetes foram lançados de Gaza contra Israel. Os ataques são lançados pelo grupo terrorista Hamas a partir da Faixa de Gaza. O objetivo declarado da organização é controlar todo o território israelense para implantar um país islâmico.

A Força Aérea de israelense afirma que quando um míssil é lançado, revida destruindo o local. Porém, antes de atacar eles telefonam para as casas que vão ser alvos e até envia pequenos mísseis avisos para sinalizar que o ponto vai ser bombardeado. Porém, até o dia 16 de julho mais de 200 palestinos, entre inocentes e terroristas, haviam morrido.

Os números chamam a atenção. Mas, além de a faixa de Gaza ser um dos territórios mais povoados do mundo, o Hamas assume que usa civis como escudo humano para que o número de vítimas aumente.

O porta-voz do Hamas, Sami Abu Zuhri, declarou em entrevista: “[…] A política de pessoas que enfrentam aviões israelenses de peito aberto, a fim de proteger as suas casas, provou ser eficaz contra a ocupação (israelense)”. Ele ainda afirmar: “Nós, do Hamas, convocamos o nosso povo para que adote essa política, a fim de proteger as casas palestinas.”

Um vídeo da internet comprova o lançamento de áreas povoadas:

http://www.youtube.com/watch?v=K3IBttqOAgA

Cessar-fogo

Nesta quarta-feira (16), o mesmo porta-voz, Sami Abu Zuhri, comunicou à imprensa que o Hamas rejeitou à proposta de cessar-fogo com Israel apresentada pelo Egito com o respaldo dos Estados Unidos. Em comunicado declarou: “nossa luta prosseguirá e se intensificará.”

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome