21.5 C
Blumenau, BR
quarta-feira, 22 de maio de 2019

Efeito dominó: o Brasil avançou e quer mais

O Brasil deu um salto gigantesco em políticas publicas, mas todo avanço trás o sentimento de quero mais, o povo de espectador se tornou protagonista

Não é mera coincidência

Livro revela que obras públicas durante o governo João Goulart já vinham com cartas marcadas em favor de empreiteiras. Não é mera coincidência
Dilma, Aécio e Campos (Ceará News)

Novas direções para o país

O novo dirigente brasileiro deve tratar da questão de como manter no futuro o equilíbrio entre a prosperidade econômica e a justiça social

Crise: poderosa e desafiadora à sobrevivência dos jovens

Nosso velho aliado, único capaz que resolver nossa crise, o diálogo, parece ter sido esquecido nas cabeças influentes do mundo moderno.

Sindicatos promovem caos social e político em Blumenau

A reivindicação coletiva é justa e a greve é um direito constitucional, mas assim como direitos, a carta magna nos cobra deveres

Napoleão precisa descer pra conversar na figueira

Já passou da hora de o prefeito de Blumenau descer na figueira e conversar com os servidores, algo que seu antecessor JPK fez e que deu certo

Governo tucano luta para dar alivio ao caixa municipal

Os tucanos trabalhão de forma inteligente pegando as migalharas que caem da grande fatia federal

Preparem o estômago para a Copa

O secretário geral da Fifa disse que o Brasil precisava levar um pontapé no traseiro para acelerar os preparativos da Copa. Ninguém nos leva a sério?

Ouça na íntegra as conversas de Lula interceptadas pela PF

Moro derrubou sigilo dos áudios interceptados pela Polícia Federal

Eterna Batalha

Os terroristas não mataram por serem oprimidos e discriminados, fizeram porque são soldados de uma facção extremista e violenta

Papa admite risco de terroristas se infiltrarem entre refugiados

Líder religioso disse ainda que a crise de refugiados é apenas a “ponta do iceberg” de um sistema econômico global “injusto”

Dinheiro na Cueca 2.0 – O mais novo escândalo

Lemos tem ligação com o PT do Rio de Janeiro e já foi investigado na CPI dos Correios. O escândalo de Adalberto virou até marchinha de carnaval

Mais lidas