O que é emergência?

O ciclista Gustavo Gretter Luchtenberg reclama da suposta falta de atendimento no Ambulatório Geral da Velha, Blumenau, em um vídeo compartilhado milhares de vezes nas redes sociais. A história narrada é que a atendente entregou os curativos e mandou que ele mesmo realizasse os procedimentos. Confira:

É muito fácil postar o vídeo jogar a bola pra torcida. Parece ser mais uma prova da irresponsabilidade do governo com a saúde e causa revolta por ser um serviço público. Mas em nota oficial, a Secretária Municipal de Saúde, Maria Regina Soar, ressalta que a história não foi bem assim.

Segundo relatos da profissional que fez o primeiro atendimento, foi solicitado a Luchtenberg que aguardasse alguns minutos pelo atendimento da enfermagem, algo normal no serviço público e privado. Os profissionais estavam realizando uma reunião. Foi quando o ciclista pediu o gaze dizendo que ele mesmo faria o curativo.

Será que os arranhões do ciclista são emergenciais? Emergência é quando existe ameaça à vida, risco de lesão permanente ou necessidade de tratamento médico. Não foi negado atendimento, ele seria atendido logo que fosse terminada a reunião e recebeu o gaze quando solicitou. Qual o problema então?

Talvez o único erro da unidade de saúde tenha sido não prever a personalidade egocêntrica do paciente. Esta situação irreal cria uma falsa imagem de que ele não foi atendido por má vontade e aprofunda ainda mais o abismo entre os servidores e a população.

Desproporcional

A saúde tem 77% de reprovação pelos brasileiros e é certamente um dos pontos negativos do país. Blumenau investiu no ano passado 26% de seu orçamento em saúde, sendo que o mínimo era 15%. Já o governo federal investiu menos de 6% de seu orçamento. Mas quem recebe o tapa na cara?

*Este artigo representa a opinião do autor

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome