Naatz diz, sem provas, que radares são caixa de campanha

“Estão fazendo caixa de campanha para a reeleição do Napoleão Bernardes, é caixa de campanha”, especulou Ivan Naatz ao falar sobre os radares no município de Blumenau. A declaração chamou a atenção de quem acompanhou a Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores nesta quinta-feira (13) e causou revolta no líder do governo, César Cim (PP).

Naatz citou uma operação deflagrada ontem em Florianópolis que investiga corrupção em empresas de radares e políticos para embasar sua crítica. Provocado a apresentar provas sobre a grave acusação, Naatz apenas disse que não há provas porque o crime não seria cometido “com a presença da imprensa”.

Em seguida, o vereador Cim saiu em defesa de Napoleão e disparou “Eu grito e vou gritar enquanto for possível para defender a honra de quem é honesto […] Não se mancha a honra das pessoas com brincadeira”. Ele foi além e chamou as declarações e injustas e levianas e afirmou que Naatz foi tomado por um “surto de irresponsabilidade”.

Quase no fim da Sessão, Naatz protocolou um requerimento solicitando o contrato dos radares. Cim e toda sua base governista aprovaram o documento.

Assista o vídeo com a troca de farpas entre Ivan Naatz e César Cim:

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome