Morre aos 89 anos em Blumenau o pastor Nirton dos Santos

Morreu neste sábado (11) em Blumenau aos 89 anos o pastor Nirton dos Santos, presidente da igreja Assembleia de Deus de Santa Catarina entre 1994 e 2005. A morte foi informada pelo seu filho Ismael dos Santos, deputado estadual.

A causa da morte não foi informada, mas o pastor enfrentava problemas de saúde nos últimos meses. Nirton é pai do deputado Ismael e do atual presidente da Convenção da Assembleia de Deus em Santa Catarina e Sudoeste do Paraná (Ciadescp) e pastor da igreja de Blumenau, Nilton dos Santos.

Pastor Nirton dos Santos e seu filho, deputado Ismael dos Santos
Pastor Nirton dos Santos e seu filho, deputado Ismael dos Santos

Histórico

Nirton nasceu em 15 de março de 1931 e aos dez anos se tornou órfão e também perdeu sua única irmã, virando menino de rua. Ingressou na igreja em abril de 1949 e se tornou dirigente da igreja em Timbó, onde permaneceu por quatro anos.

Em 1963 foi convidado para auxiliar o pastor Antonio Lemos em Blumenau, sendo consagrado a pastor em 1967. Liderou as igrejas em Canoinhas, Chapecó, Criciúma, Lages e Itajaí. Em 1994, após 34 anos como dirigente, se tornou presidente da Ciadescp. Entregou o cargo em 2005 e se tornou presidente de honra da organização.

A igreja Assembleia de Deus, fundada em 1911 na cidade de Belém do Pará, é a maior denominação pentecostal do país com mais de 20 milhões de membros. Em Blumenau são 13 mil membros em 26 setores e dezenas de igrejas.

O corpo será velado a partir das 23h no templo sede da Assembleia de Deus de Blumenau, na Rua São Paulo. O enterro ocorrerá na manhã deste domingo no Cemitério Jardim da Saudade, na BR-470, em Blumenau.

3 Comentários

  1. Como assembleiano e pertencendo ao Estado de SC , posso dizer que o céu ganhou um grande guerreiro do reino de Deus aqui na terra,Pr. Nirton (pai) deixou um grande legado de Fé e perseverança na caminhada cristã.
    Deus conforte o coração da família.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome