terça-feira, 18 de junho de 2024
20.8 C
Blumenau

Morre aos 101 anos Walter Paganelli, veterano da FEB

Morreu nesta quinta-feira (29) aos 101 anos o Walter Paganelli, veterano da Força Expedicionária Brasileira (FEB) na Segunda Guerra Mundial.

Nascido em 16 de setembro de 1921 em Indaial, na localidade de Warnow, serviu ao Exército Brasileiro na Segunda Guerra Mundial no combate ao nazifacismo fazendo parte da Força Expedicionária Brasileira (FEB). Ele residia em Benedito Novo.

O velório ocorreu na casa mortuária Jardim da Saudade. O sepultamento foi às 16h30 no Cemitério Jardim da Saudade em Benedito Novo.

Walter Paganelli
Walter Paganelli

Histórico de Paganelli

Herói Expedicionário Walter Paganelli nasceu no dia 16 de setembro de 1921 em Indaial, na localidade de Warnow. Com 22 anos foi convocado e serviu como Soldado nº 474 da 3º Companhia do 32º Batalhão de Caçadores, atual 23º Batalhão de Infantaria, Blumenau. Permaneceu por 1 ano e 7 meses. Mais tarde desembarcou em Caçapava (SP), no 6º Regimento de Infantaria como Cabo nº 341.

Foi chamado para servir na Companhia de Serviço do Departamento BE (Batalhão Escola) da FEB, na Vila Militar, Rio de Janeiro-RJ. Embarcou para a guerra no Porto do Rio de Janeiro, no dia 23/11/1944, junto com o 4º Escalão, no navio americano de transporte de tropas o U.S.S. Gen. Montgomery Cunningham Meigs AP-116, lotado no 3° Escalão, composto por 5.239 homens e desembarcando 14 dias após no Porto de Nápoles, onde partiu rumo a Livorno, e de lá, para Staffoli, onde permaneceu até o fim da Segunda Guerra Mundial.

Em Staffoli encontra-se a capela Marginetta, construída em homenagem a Nossa Senhora de Lourdes por soldados da Força Expedicionária Brasileira (FEB) entre 1944 e 1945, durante a campanha brasileira na Itália na Segunda Guerra Mundial. Cabo Paganelli exerceu a função de farmacêutico prático na Cruz Vermelha Brasileira. Retornou em Setembro de 1945.

Redação
Redação
Acompanhe nosso trabalho diariamente.
+ notícias

Últimas notícias

- publicidade -

Mais lidas